“Estudante digital”

Esse é o nome do caderno especial de hoje do jornal The Guardian, aqui da Inglaterra. As matérias apresentam diversas experiências, principalmente em universidades, sobre o uso das TIC na educação. Claro que a primeira coisa que chama a atenção é a evidente conectividade dos estudantes, o que difere bastante do caso brasilerio. E, para a nossa realidade, me chama a atenção a quantidade de projetos que envolvem não só – na verdade, cada vez menos! – o tal laboratório de informática mas que considera todo o conjunto de equipamentos, dos desktops, claro, passando pelos notebooks, mas incluindo os IPod, celulares e tudo mais de tecnologiamóvel. Vale a pena um lida nas matérias, de cabo a rabo…

Mas o que me chamou atenção mesmo foi o fato de que não existe uma única referência a software livre em todo o caderno, e o que é pior, na própria máteria sobre os materiais produzidos pelos estudantes, como fruto dos trabalhos acadêmicos nas escolas e nas universidades, não foi citado, nem pelo jornalista e muito menso pelos entrevistados, nada de GPL, Creative Commons, ou sobre a ncessidade das produções estarem disponíveis de forma livre para o uso, em educação e na sociedade em geral.
Creio que isso nos mostra que temos uma longa jornada pela frente.

Marcados com: ,
Publicado em Sem Categoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Em Arquivo